Dragões da Real se destaca e entra na briga após segunda noite de desfiles

Mocidade Alegre e Vai-Vai enfrentam problemas, Vila Maria, Rosas e Águia de Ouro fazem belas apresentações; Gaviões sacode o Anhembi com reedição de 94

 

Apesar do dilúvio que caiu na cidade de São Paulo durante toda tarde deste sábado, a segunda noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial mostrou um bom nível de disputa. Com uma apresentação extremamente técnica, a Dragões da Real entrou diretamente na disputa pelo título de campeã do carnaval. No embalo da reedição do samba de 1994, a Gaviões da Fiel pode ser beneficiada da empolgação de seus componentes e, quem sabe, sonhar com o campeonato conquistado pela última vez em 2003. A Mocidade Alegre fazia uma passagem arrebatadora pelo Anhembi, porém, os problemas na parte final do desfile devem tirar a escola, inclusive, da sexta das campeãs. Vila Maria falando sobre o Peru, Rosas de Ouro mostrando a Armênia e Vai-Vai com sua exaltação ao povo negro fizeram boas apresentações apesar de alguns problemas pontuais. A grande surpresa da noite foi a Águia de Ouro, que está de volta ao Grupo Especial e fez um desfile memorável, relembrando seus melhores dias. Assim como a colorado do Brás tinha feito na sexta, a escola da Pompéia mostrou que tem todas as condições de seguir entre as grandes no próximo ano.

 

ÁGUIA DE OURO

De volta ao grupo de elite das escolas de samba de São Paulo, a Águia de Ouro mostrou que quer definitivamente mudar de patamar e relembrar sua melhor época, quando fez grandes carnavais e passou a ser presença constante no desfile das campeãs. Com um enredo “Brasil, eu quero falar de você! Que país é esse!”, a escola da Pompeia pisou no Anhembi disposta a mostrar que além de permanecer no Grupo Especial, brigará por uma vaga no desfile da próxima sexta. Sob o comando de Laíla, a escola fez uma apresentação bastante consistente. O samba, um dos melhores do ano, inflamou os componentes que cantaram bastante. Mesmo com a forte chuva que caiu na cidade durante a tarde, as fantasias e alegorias mostraram resistência e não comprometeram a boa apresentação da escola.

 

- Veja a largada da Águia de Ouro no desfile oficial de 2019

 

 

DRAGÕES DA REAL

Depois de ver o título do carnaval de 2016 escapar de suas mãos no último quesito, a Dragões da Real mostrou que não se deixou abater pelas adversidades e fez, talvez, o desfile mais técnico do ano. Sob o comando de Renê Sobral que junto com sua ala musical conseguiu colocar a melodia de uma maneira que cativou seus componentes que mostraram muita garra na pista. Uma incógnita para muitos, o enredo sobre o tempo deu certo e a Dragões mostrou que pode, finalmente, conquistar o sonhado campeonato. A apresentação foi praticamente perfeita e não mostrou problemas pontuais que ocorreram com as concorrentes. Em um ano que praticamente todas as escolas falharam de alguma forma, passar pela Avenida sem cometer maiores erros é meio caminho para a vitória.

 

- Veja a largada da Dragões da Real no desfile oficial de 2019

 

 

MOCIDADE ALEGRE

Disposta a reconquistar o título do carnaval de São Paulo, a Mocidade alegre impressionou logo no início do seu desfile. Contando a lenda amazônica “Ayakamaé - As águas sagradas do sol e da lua”, onde o sol e a lua nunca conseguiam se encontrar, a escola do Limão fazia uma apresentação irretocável até a parte final do desfile quando teve diversos problemas de evolução que devem comprometer até mesmo o retorno da escola na sexta-feira das campeãs. O intérprete Igor Sorriso retornou ao microfone oficial da escola depois de um período afastado e conduziu o samba de maneira espetacular. Outro destaque foi a comissão de frente que fazendo movimentos com tecidos nas cores laranja e verde foi uma das mais belas do ano.

 

- Veja a largada da Mocidade Alegre no desfile oficial de 2019

 

 

VAI-VAI

O “Quilombo do Futuro” enredo contado pela Vai-Vai em 2019 foi uma verdadeira exaltação aos negros que, muitas vezes são esquecidos nas narrativas da história. Mesmo com os problemas de alegorias e evolução a turma do Bixiga fez bonito no Anhembi. Os principais destaques do desfile foram a garra e o canto dos componentes e a intérprete Grazzi Brasil que, pela primeira vez desde Eliana de Lima, assumiu sozinha o microfone oficial de uma escola de samba do Grupo Especial.

 

- Veja a largada da Vai-Vai no desfile oficial de 2019

 

 

ROSAS DE OURO

Com o enredo “Viva Hayastan!", a Rosas de Ouro pisou na Avenida para contar a história do povo armênio. Depois de alguns carnavais com sérias dificuldades financeiras, a Roseira conseguiu apresentar um belo trabalho de alegorias e fantasias desenvolvido pelo carnavalesco André Machado. Sob a batuta de Royce do Cavaco, a escola fez um bom desfile, mesmo com os problemas enfrentados pelo mestre-sala que perdeu o costeiro da fantasia assim que entrou na Avenida. As peças foram desmontando na medida em que o casal evoluía e antes do segundo módulo de julgamento já havia

 

- Veja a largada da Rosas de Ouro no desfile oficial de 2019

 

 

VILA MARIA

A Unidos de Vila Maria entrou no Anhembi disposta a mostrar que os problemas do ano anterior ficaram definitivamente para trás. Abusando do luxo a escola mostrou criatividade para contar o enredo "Nas asas do grande pássaro, o vôo da Vila ao império do Sol", seguindo a linha de enredos sobre países a escola, dessa vez, falou sobre o Peru. Apesar do bom samba, a apresentação foi bastante tímida, porém, foi um desfile bastante técnico que deve garantir uma boa colocação na apuração da próxima terça.

 

- Veja a largada da Vila Maria no desfile oficial de 2019

 

 

GAVIÕES DA FIEL

Cercada de expectativa por conta da reedição do samba enredo "A saliva do santo e o veneno da serpente" que passou na Avenida pela primeira vez em 1994, a Gaviões da Fiel pisou no Anhembi disposta a espantar de vez as colocações ruins dos últimos anos. Embalada pela bateria “Ritmão” e pelo intérprete Ernesto Teixeira, os componentes cantaram com muita empolgação. Porém, o acabamento de algumas alas e, principalmente, das alegorias deixou a desejar.  A comissão de frente causou polêmica ao trazer um componente caracterizado de diabo e que agredia outro fantasiado de santo. Algumas pessoas chegaram a achar que o diabo estava agredindo o próprio cristo, o que fez a diretoria da escola se pronunciar sobre o tema em suas redes sociais.

 

- Veja a largada da Gaviões da Fiel no desfile oficial de 2019

Copyright© 2007/2018 - TAMBORINS.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.